Alimentação Saudável | Liv Up
Ajuda

alimentação
saudável

porque é tempo
de comer bem


Afinal, o que é uma alimentação saudável? 🤔


A resposta curta é que alimentação saudável é o conjunto de hábitos alimentares que fazem bem para a saúde.


Pode ser simples, mas podemos ir um pouco mais a fundo e entender o conceito de saúde: “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades” — segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).


Pode-se dizer, então, que uma alimentação saudável é aquela na qual o indivíduo consome quantidades satisfatórias dos macro e micronutrientes necessários para que seu corpo funcione da melhor forma possível (e não apenas esteja livre de doenças).


No entanto, aqui na Liv Up, a gente acredita que muito além de nutrientes individuais, uma alimentação saudável é, antes de tudo, sobre alimentos e suas combinações — é sobre comida de verdade. E comida pode ser afeto, cultura, memória, tradição e, por que não, arte.


Afinal, todo mundo lembra daquela comida especial da avó ou daquele prato típico inesquecível. E isso não entra na conta das calorias, né?


Responder à pergunta fica um pouco mais difícil. Mas é isso que estamos construindo: uma alimentação nutritiva, acessível e saborosa. Afinal, alimentação saudável não é sinônimo de comida sem gosto — e isso a gente prova.

Dieta é sinônimo de alimentação saudável?

Pra gente, não.



Etimologicamente, a palavra dieta vem do grego “díaita”, que significa "modo de vida".


No entanto, hoje dieta virou sinônimo de regime. Ou seja: uma mudança temporária na forma de se alimentar visando um objetivo.


Pode ser usada para engordar, mas é mais comum ser relacionada ao emagrecimento. Quem nunca ouviu (ou disse): “não posso comer isso porque estou de dieta”.


Vale ressaltar que não somos contra, em muitos casos dietas são bem-vindas e inclusive necessárias.


Porém, não deveria ser preciso “viver de dieta”, já que é perfeitamente possível ser saudável com uma alimentação balanceada, nutritiva e sem restrições rigorosas.


É por acreditar na importância de uma alimentação saudável, que a Liv Up prepara receitas com alimentos nutritivos, gostosos e práticos, incentivando saúde e bem-estar e não apenas um objetivo a curto prazo.

Orgânico, natural, integral e a sopa de letrinhas



Aqui na Liv Up, nos orgulhamos muito da qualidade dos nossos ingredientes. Pode reparar que sempre exaltamos nossos orgânicos, integrais, etc. no entanto, o excesso de informação (e até de opção) pode nos deixar meio perdidos de vez em quando, né? Por isso viemos explicar alguns conceitos importantes numa alimentação saudável.




O que é um alimento orgânico?

Muita gente não sabe, mas um alimento orgânico é muito mais do que livre de agrotóxicos. É preciso um certificado do Ministério da Agricultura para ser comercializado e, portanto, seguir uma série de normas e práticas rigorosas.


No que diz respeito ao alimento em si, ele não pode conter: fertilizantes, antibióticos, colorantes, adoçantes artificiais e nem aromatizantes. Também não pode ser transgênico, isto é, fruto de sementes geneticamente modificadas.


Mais do que especificações sobre o alimento, ser um produto orgânico requer que toda a sua cadeia de produção seja sustentável — ou seja, reduza ao máximo os impactos ambientais e socioeconômicos na região. Além de pensar na logística de transporte e armazenamento.


Por isso, aqui na Liv Up, valorizamos muito nossos parceiros. É só com o cuidado e o trabalho duro deles que conseguimos preparar refeições deliciosas com ingredientes de primeira qualidade. Produzidos de forma sustentável e livres de substâncias químicas pesadas.


Trabalhamos para que cada vez mais e mais orgânicos estejam presentes em todos os nossos produtos e, olha só, estamos quase lá. ;)







In natura, minimamente processados, processados ou ultraprocessados

Essas são definições que dizem respeito aos processos pelos quais o alimento passou. Simples assim.



Naturais ou minimamente processados

Por definição, naturais ou in natura são alimentos vendidos exatamente como se encontram na natureza, sem qualquer tipo de processo na indústria. É o caso de muitas frutas e verduras.


Minimamente processados, são alimentos in natura que passaram por algum processo industrial, mas sem adição de ingredientes. Estamos falando de limpeza, fracionamento, remoção de alguma parte que não consumimos, pasteurização, fermentação e até congelamento.


No fim, são formas de aumentar a segurança, a durabilidade e facilitar a comercialização. Exemplos: arroz, feijão, castanhas, carnes, leite pasteurizado, farinhas, legumes embalados, etc.


Vale ressaltar que ser natural não quer dizer ser orgânico. A maior parte das verduras que vemos no mercado, por exemplo, são naturais, mas por conta de sua cadeia de produção (e agrotóxicos) não são orgânicos. Por outro lado, já existem até bolachas orgânicas.


Aqui na Liv Up, alimentos in natura ou minimamente processados constituem a maior parte das nossas receitas — são nossos legumes, frutas e verduras. Exatamente como manda o Segundo o Guia Alimentar Para a População Brasileira.



Processados

Alimentos in natura que passaram por etapas mais pesadas como cozimento, secagem, fermentação, etc. E que, no processo, tiveram ingredientes adicionados — como sal, açúcar, óleo ou vinagre. É o caso dos pães, queijos, compotas e defumados.



Ultraprocessados

Já os alimentos ultraprocessados são aqueles que passam por diversos processos industriais e tem uma lista enorme de substâncias adicionadas. Uma mistura de ingredientes extraídos de alimentos, como óleos, amido e proteínas; alguns derivados, como gordura hidrogenada ou amido modificado.


e ainda substâncias feitas totalmente em laboratório como aromatizantes, corantes e realçadores de sabor. Esse tipo de alimento, geralmente é bem desbalanceado na proporção caloria x nutriente, e são os que devemos evitar ao máximo ter no dia a dia.



Integral x refinado

Como dissemos, alguns alimentos precisam ser minimamente processados para serem distribuídos e consumidos. É o caso de grãos e cereais como o arroz, trigo, aveia e centeio. Para ficarem do jeito que conhecemos, eles precisam passar por alguns processos de secagem e separação, que podem retirar camadas.


A grande diferença está na intensidade desses processos. Os alimentos refinados são polidos de forma que perdem todo seu farelo (camada externa) e gérmen (por onde começam a brotar). Dos refinados, sobram apenas o endosperma, que apesar de constituírem a maior parte do grão, são ricos apenas em amido.


Já os integrais passam por processos para retirada de uma camada externa mais grossa, mas mantém farelos e gérmens. E por que isso é melhor? Porque são nessas camadas que estão as maiores concentrações de fibras, proteínas e vitaminas.



Saiba mais sobre nossos ingredientes

Acreditamos que transparência é o melhor caminho para entregar um produto bom. por isso, estamos trabalhando para trazer cada vez mais informações para nossos clientes.


Quer saber o que usamos em nossas receitas? só clicar aqui e ver nossos ingredientes 👇



Micro e macro nutrientes

Por dentro de uma alimentação saudável



Vira e mexe aparece um novo super alimento que é extremamente nutritivo e, dizem, é tudo o que você precisa para ser saudável. Por essa fama já passaram: goji berry, chia, óleo de coco e muitos outros.


É claro que esses alimentos são incríveis — e super nutritivos — mas quando o milagre é muito, até o santo desconfia. Precisamos admitir que não existe um alimento no mundo capaz de suprir todas as nossas necessidades. Por isso, a importância de uma alimentação balanceada e o mais versátil possível está atrelada a ingestão de macro e micronutrientes.


Macronutrientes são os que mais ouvimos falar: proteínas, gorduras e carboidratos. Extremamente importantes, estão presentes em praticamente todas as funções do nosso organismo.




Macro nutrientes


Proteínas

Proteínas podem ser de origem animal ou vegetal e são aquelas que ninguém quer ficar sem. Além de tantas outras coisas, elas são responsáveis por transportar oxigênio e atuar no sistema imunológico, mas são famosas mesmo pela importância na construção de músculos.



Gorduras

As gorduras já foram demonizadas e agora estão recuperando seu prestígio. Divididas entre saturadas, insaturadas e trans — elas são extremamente necessárias, mas também podem ser perigosas. A verdade é que tudo depende do tipo e da quantidade.


Gorduras insaturadas, como as que a gente encontra no azeite de oliva, em certos peixes, amêndoas, entre outros, fazem super bem para a saúde. Promovem saciedade e nos ajudam a digerir vitaminas.


As saturadas, no entanto, podem aumentar os níveis de colesterol “ruim” e devem ser consumidas com moderação — é o caso da gordura da carne vermelha, ovos e manteiga.


Já a gordura trans é encontrada principalmente em alimentos ultraprocessados, mas também em alguns alimentos de origem animal. Pode ser bastante prejudicial se consumida em excesso.



Carboidratos

Recentemente, foram tão mal falados que tem gente até com medo deles. Classificados entre simples e complexos, são nossa principal fonte de energia, além de essenciais para várias outras funções no organismo.


Os chamados carboidratos simples são os que nosso organismo digere com mais rapidez e facilidade — são os mais comuns no amido e açúcares em geral.


Já os complexos, são considerados melhores pois possuem mais fibras e nutrientes, promovendo uma sensação de saciedade prolongada. Aqui, podemos encontrar a batata-doce, nozes, arroz integral, etc.





Micro nutrientes

Diferente dos macronutrientes, nosso corpo não precisa de uma quantidade enorme dos micronutrientes para sobreviver — mas não deixam de ser essenciais.


Importantes para vários processos metabólicos e na composição do nosso corpo. Vitaminas e minerais são famosos por seus benefícios: Vitamina A é boa pra pele, Vitamina C pra imunidade, Vitamina D é aquela que precisamos do sol para metabolizar, Cálcio é bom para os ossos, e assim se seguem.


Precisamos de dezenas deles e o jeito mais fácil de saber que está ingerindo as quantidades certas é variar no prato. Aliás, nisso a Liv Up pode ajudar, hein. O que não falta por aqui são receitas variadas e deliciosas.





Fibras, pra que te quero?

Tecnicamente, fibras não são consideradas nutrientes porque nosso organismo não é capaz de digerí-las. No entanto, é exatamente por isso que elas são importantes. Elas ajudam nosso intestino a funcionar melhor, controlam os índices glicêmicos e os níveis de colesterol. Já contam com vários benefícios comprovados cientificamente — e muitos outros em estudo.




olha, olha, olha, olha a água mineral.

Impossível falar sobre alimentação saudável sem falar dela: a água. Todo mundo sabe que é importante, mas também é super comum “esquecer” de nos hidratar. Só para lembrar, somos cerca de 70% água. Em média, precisamos ingerir 2 litros de água por dia, variando de acordo com tamanho das pessoas e quantidade de energia gasta diariamente.


Ah, se precisar de um estímulo para prestar mais atenção nesse hábito, pense que ela melhora a pele, o cabelo, os músculos, o intestino e até o bom humor.

A importância de uma alimentação saudável


Segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira, um a cada dois brasileiros adultos e uma a cada três crianças já estão com excesso de peso. Hoje, as doenças crônicas já são a maior causa de morte entre essa população adulta e o que antes era relacionado a pessoas de idade, já é um problema para jovens, crianças e adolescentes.


Pressão alta, doenças do coração, diabetes e até certos tipos de câncer estão relacionados ao consumo excessivo de calorias, sem um balanceamento com nutrientes. Uma das causas desse cenário é o aumento expressivo de alimentos ultraprocessados no nosso dia a dia.


Seja por causa de propaganda, abundância ou praticidade, a verdade é que estamos nos alimentando cada vez pior e ficando cada vez mais doentes.


A Liv Up nasce nesse contexto, disposta a fazer o possível (e talvez o impossível) para promover a alimentação saudável. Buscamos ingredientes orgânicos, em sua maioria in natura ou minimamente processados, preparamos receitas criativas e gostosas — e entregamos na sua porta. Unimos nutrição, sabor e praticidade, porque realmente acreditamos que é possível dar certo, fazendo a coisa certa, do jeito certo.




Alimentação saudável no nosso site


Você tem a opção de comprar os itens separadamente, combinados em um dos pratos sugeridos por nossos nutricionaistas ou, ainda, kits completos com tudo que você precisa.


Se você é novo aqui, a gente sugere você começar com algum de nossos kits. Assim, se você estiver na dúvida de como montar um cardápio saudável e gostoso, a gente te ajuda ;)



E, se tiver dúvida de como escolher um, clica aqui

Alimentação saudável pelo país


Nós, da Liv UP, trabalhamos muito para desenvolver comidas do nosso tempo, ou seja, pratos que, além de saborosos e práticos, são muito saudáveis. Ainda estamos trilhando nosso caminho pelo Brasil, mas já estamos em muitos estados e cidades.




CE

Fortaleza

confira


DF

Brasília

confira


GO

Goiânia

confira


MG

Belo Horizonte, Contagem e Nova Lima

confira


PE

Recife e Olinda

confira


PR

Curitiba, Pinhais e São José dos Pinhais

confira


RJ

Rio, Ilha do Governador e Niterói

confira


SP

Grande São Paulo, Campinas e muito mais

confira

Alimentação saudável pela internet


Além de comprar pelo nosso site, você também baixar nosso app. ele já está disponível para iOS e Android.


Quer conhecer nosso aplicativo? Então clica aqui ou baixe já 👇



Minha sacola


Clique em "adicionar" para
adicionar produtos na sua sacola :)