Ajuda
desconto

home > ingredientes > inhame

Inhame

O inhame

Inhame, taro, taioba-de-são-tomé, inhame-branco – esse alimento de muitos nomes é um grande conhecido da humanidade, tendo emprestado seu sabor ao longo dos milênios para diversos pratos e receitas. Você sabia que já era cultivado desde 5.000 a.C na África e na Ásia? Ele se espalhou pelo mundo e, aqui no Brasil, a região Nordeste é a maior produtora e consumidora do inhame.

O que é inhame e pra que serve?

Esse tubérculo é rico em carboidratos de baixo índice glicêmico, sendo uma ótima opção para dar energia durante a atividade física e para manutenção do peso saudável. Ele também é rico em fibras, proteínas, vitamina C e vitaminas do complexo B. Quer mais? Dá pra consumir cozido, em saladas, em chá e até fazer suco de inhame.

Quais são os benefícios do inhame?

Estamos falando de um item cheio de atributos. Veja alguns motivos pelos quais ele merece um lugarzinho especial no seu prato:

• Ajuda no combate à prisão de ventre e a controlar o nível de açúcar no sangue, por ser rico em fibras;

• Fornece energia e contribui para o ganho de massa muscular, pois, assim como outros tubérculos, o alimento contém carboidratos que mantêm um aporte de energia para o treino;

• Alivia os sintomas da menopausa e da TP – isso graças à diosgenina, uma substância que ajuda no controle dos hormônios femininos;

• Atua na prevenção de doenças cardiovasculares, pois auxilia no controle da pressão e diminui o colesterol;

• Ajuda na boa digestão, na redução de cólicas e ainda elimina as toxinas do organismo;

• Aliado no emagrecimento, pois aumenta a sensação de saciedade e manda a fome pra longe.

Como fazer inhame?

Hmm, já bateu a fome por aí? É importante saber que assim com a mandioca, por ser uma raiz, o inhame não pode ser ingerido cru, porque assim apresenta substâncias tóxicas. Por isso, mãos à obra: é preciso lavar e cozinhá-lo (por 40 minutinhos ou até ficar macio). Depois de cozido, o inhame vira um ingrediente pra lá de versátil. Você pode usar a criatividade e adicioná-lo em saladas, sucos, sopas, snacks, purês e pães. Aliás, é um ótimo substituto para outros carboidratos, como batatas e massa.

Qual a diferença entre inhame e mandioca?

Não é difícil confundir a mandioca e o inhame na hora de fazer a feira. Ambos são tubérculos, ou seja, raízes com grande valor nutritivo. Porém, o inhame costuma ser mais arredondado e peludinho. Além das aparências, há diferença também em relação aos nutrientes. O inhame é mais rico em cálcio, fósforo, ferro e vitaminas do complexo B. Além disso, possui menos calorias: 97, numa porção de 100g.

Vale, por fim, ressaltar que existem diferentes tipos de inhame, podendo ser encontrados variedades com polpa marfim, amarela e roxa.

Ah, e na Liv Up você encontra inhame orgânico, que é pra fazer ainda mais bonito tanto para a sua saúde quanto para o meio ambiente.



O que é que o inhame tem?


Faz bem pra pele

Reforça a imunidade

Ajuda na manutenção do peso


Porção de 100g Total VD*
valor energético 96,7 kcal 4,8 %
carboidratos 23,2 g 7,7 %
proteínas 2,1 g 2,7 %
gorduras totais 0,2 g 0,3 %
gorduras saturada 0,1 g 0,4 %
gorduras trans 0,0 g ** %
fibra alimentar 1,7 g 6,6 %
sódio 0,0 mg 0,0 %

Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 kcal ou 8400J. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. (**) VD não estabelecido. (***) Informação Não Disponível no momento



Não deixe de provar!




Quer saber um pouco mais sobre nossos fornecedores de inhame?


Fernanda e Miguel
Sítio São Miguel


A Fernanda e seu marido, Miguel, estão localizado na cidade de Tijucas do Sul, no Paraná. De lá, fornecem para nós, principalmente, abóbora japonesa, brócolis e couve-flor. Aos poucos, o gengibre e o inhame de lá entraram na nossa lista de compras. A parceria com eles começou em 2019 e está sendo um sucesso!


Produtos:

Abóbora japonesa, gengibre, inhame, brócolis, couve-flor