home > ingredientes > arroz-integral

Arroz Integral

O arroz integral

O arroz é um daqueles ingredientes que não podem faltar no prato do brasileiro. Seja na tradicional dupla com o feijão, na galinhada, no carreteiro, ou em sobremesas como arroz doce. Não é à toa que é um dos itens mais indispensáveis na nossa cultura gastronômica, e aqui na Liv Up aparece em diferentes pratos, como o nosso delicioso arroz integral com brócolis.

Quais os tipos de arroz integral e qual o mais saudável?

Nem todo mundo sabe, mas existem variedades de arroz integral. O integral tradicional é uma opção bem saudável, pois não passa por diversos processos de industrialização, preservando suas qualidades tradicionais. A versão orgânica é ainda melhor, pois não contém aditivos ou conservantes.

O arroz vermelho integral, também conhecido como levedura de arroz, pode ser um bom substituto do arroz tradicional, já que o preparo é bem parecido. Sua coloração se deve ao alto teor do antioxidante antocianina, que também está presente nas frutas e legumes vermelhos ou roxos.

Embora não seja tão popular no Brasil, o arroz negro é bastante conhecido na gastronomia asiática. Essa versão do cereal, ainda que não seja considerada efetivamente integral, consegue ser mais nutritiva e benéfica.

Por fim, o arroz 7 cereais leva o grão integral em sua composição junto a outros seis componentes saudáveis. Entre os presentes estão, por exemplo, a linhaça, aveia, quinoa, trigo, etc.

Os benefícios do arroz integral

Um dos benefícios do arroz integral é a quantidade de fibras, que ajudam no bom funcionamento e na proteção do intestino. Além disso, esse cereal faz bem para o coração, devido ao magnésio em sua composição.

Resumindo, consumir arroz integral ajuda a regular o batimento cardíaco e os níveis de colesterol e relaxa o músculo dos vasos sanguíneos. Também conta com a vitamina E, um importante agente antioxidante. Essa substância ajuda a combater radicais livres e evitar doenças relacionadas com o estresse oxidativo (como a doença de Parkinson e o mal de Alzheimer).

Qual a vantagem de comer arroz integral?

Em níveis calóricos, não existem grandes diferenças entre essas variedades. Mas por conta do processo de produção, o arroz integral mantém suas propriedades, sendo uma opção mais nutritiva. Se você não gosta do sabor do grão, experimente versões temperadas, como o arroz integral com gengibre da Liv Up.

Quer saber mais sobre o alimento? Conheça alguns mitos e verdades sobre o arroz integral:

Arroz integral faz bem pro cérebro?

Fato! Isso, graças ao magnésio presente no alimento. Esse mineral é essencial para a síntese de serotonina, além de auxiliar em outros processos como a transmissão de impulsos nervosos.

Ele auxilia na diabetes?

Verdade, o arroz integral ajuda a regular a diabetes! Existem pesquisas que apontam que substituir o arroz branco pelo integral diminui o nível de glicose tanto em pessoas saudáveis como em pessoas com diabetes.

Arroz integral é aliado da saúde do coração?

O magnésio também ajuda a regular o ritmo cardíaco, além de diminuir a agregação das plaquetas e ainda a relaxar o músculo dos vasos sanguíneos. Outro ponto positivo é a presença da pectina, que reduz o risco de colesterol alto.

Arroz integral é uma boa fonte de energia?

Fato! Sendo um carboidrato de ótima qualidade e digestão lenta, ele não causa picos de açúcar no sangue. Assim, durante a metabolização da glicose, mantém o organismo cheio de energia pra treinar e fazer outras atividades.

Arroz integral emagrece?

Nenhum alimento por si só tem o poder do emagrecimento, mas é fato que o arroz integral tem mais fibras. Isso resulta num melhor funcionamento do intestino, além de promover a famosa sensação de saciedade.

Posso comer todos os dias?

Versátil como ele só, o arroz pode sim ser consumido diariamente, fazendo parte de uma dieta equilibrada. Mas, afinal, quantas colheres de arroz integral por dia são a medida certa?

Seguindo os ensinamentos do Guia Alimentar da População Brasileira, numa refeição completa e equilibrada, recomenda-se que ¼ do prato seja carboidrato. Em torno de 4 colheres de arroz ao dia já garantem os benefícios e bastante energia.

Como deixar o arroz integral mais gostoso?

É isso, além de saudável, ele pode ser muito saboroso. E pra isso tem dica boa, hein?

Um dos segredos para um arroz integral beeem gostoso é deixá-lo de molho por cerca de 8 horas em água morna e ainda adicionar algumas gotas de limão. Esse cuidado neutraliza o ácido fítico dos grãos, assim como geralmente se faz com as leguminosas. Isso ajuda numa melhor absorção dos nutrientes.

Outra dica bacana é evitar refogar o arroz integral por muito tempo, como normalmente se faz com o arroz branco. A medida é refogar brevemente, para evitar selar os grãos, o que geralmente faz com que o cozimento do arroz integral seja mais demorado.

Ah, e pra não ter erro a proporção para cozinhar arroz integral é de 1:3. Ou seja, acrescentar três vezes em água a quantidade do arroz a ser preparado, deixando cozinhar por cerca de 20 minutos ou até a água secar.

E aqui na Liv Up, o que já é bom fica ainda melhor, veja a seguir as versões de arroz integral que temos, é só combinar com feijão ou pratos com molho para saborear.



O que é que o arroz integral tem?


Contém mais nutrientes que o arroz branco

Fonte de fibras

Rico em magnésio


Porção de 100g Total VD*
valor energético 358,0 kcal 17,9 %
carboidratos 77,5 g 25,8 %
proteínas 7,3 g 9,8 %
gorduras totais 1,9 g 3,4 %
gorduras saturada 0,3 g 1,4 %
gorduras trans 0,0 g ** %
fibra alimentar 4,8 g 19,3 %
sódio 1,6 mg 0,1 %

Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 kcal ou 8400J. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. (**) VD não estabelecido. (***) Informação Não Disponível no momento



Não deixe de provar!