home > ingredientes > espinafre

Espinafre

Sobre o espinafre

É gostoso, saudável e pode ser mais versátil do que você imagina. Além daquele clássico creme de espinafre, fica uma delícia num refogado, na saladinha crua e pra acompanhar uma lentilha bem temperada. Com criatividade, até o talo é aproveitado. E não para por aí: seu sabor bem amarguinho ajuda a dar mais personalidade para os preparos e combina com outros ingredientes mais neutros, como leite, ovo, peixes e grão de bico.

Quais benefícios do espinafre?

É só olhar a tabela nutricional do espinafre pra ver que ele é tudo de bom. Assim como outros vegetais verde-escuros, o espinafre é rico em vitaminas A, C e E, além de conter compostos fenólicos com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Pode até não garantir uma super força, mas tem outros benefícios incríveis para a saúde, espia só:

Ajuda na saúde dos olhos: a luteína e a zeaxantina presentes no espinafre agem combatendo radicais livres que podem causar danos nas células dos olhos. Por isso, seu consumo regular ajuda a proteger a visão, evitando sua degeneração e reduzindo o risco de catarata.

Xô prisão de ventre: é uma ótima fonte de fibras que ajudam a manter o bom funcionamento do intestino. Isso porque as fibras aceleram o trânsito intestinal, ajudando a evacuação, além de garantir a sensação de saciedade.

Afasta doenças: rico em ferro, o espinafre ajuda a prevenir doenças, como a anemia, por exemplo. Mas não para por aí, as vitaminas C, E e K, betacaroteno e o folato presentes nesse alimento ainda atuam como protetores cardiovasculares.

Saúde do coração: e falando nele, o espinafre contém nitratos e potássio – substâncias que ajudam a aumentar o relaxamento dos vasos sanguíneos. Isso permite que o sangue circule mais facilmente, contribuindo pra redução da pressão arterial.

Ossos saudáveis: por ser rico em cálcio, magnésio e fósforo, o espinafre ajuda a fortalecer e aumentar a resistência dos ossos. Sendo assim, consumir a quantidade correta de cálcio ajuda na manutenção do esqueleto, deixando o corpo menos suscetível a fraturas e problemas como a osteoporose.

Reforço na imunidade: pra manter a saúde em dia, não deixe de incluir esse vegetal na rotina. Afinal de contas, ele é rico em nutrientes como as vitaminas A e C, que ajudam a fortalecer o sistema imune. Contendo também betacaroteno, e outras substâncias antioxidantes, o espinafre ajuda a combater os radicais livres que causam envelhecimento da pele, o estresse oxidativo e o aparecimento de várias doenças.

Qual a melhor forma de comer espinafre?

A regra é clara: quando o assunto é manter todos os nutrientes e benefícios, a forma mais natural possível é sempre melhor. Em relação ao paladar e às receitas, existem diversas formas de consumir seu espinafre:

Espinafre cru: nesse caso, é só higienizar e saborear. As folhas mantêm sua crocância e o sabor adstringente, bem característico do espinafre. Dá pra preparar aquela salada de folhas ou um pesto diferentão.

Espinafre cozido: fica bem macio em poucos segundos e também como um sabor mais suave. É uma ótima pedida para incrementar um feijão, a lentilha e até uma polenta bem cremosa, sabia? Também pode ser usado para fazer um saboroso creme de espinafre, que é tudo de bom no inverno!

Espinafre refogado: seja no azeite ou na manteiga, o resultado são folhas beeeem macias, que murcham bastante depois de ir ao fogo. O talo fatiado bem fininho também pode ser refogado e dar aquele sabor a mais a um arroz com vegetais ou ao seu omelete favorito.

E tem dicas para potencializar seus pontos positivos! Se preparado com uma fonte de gordura saudável, como a manteiga ou azeite de oliva, há uma melhor absorção dos fitonutrientes.

De modo geral, é melhor consumir depois de cozido, para reduzir a concentração de ácido oxálico, que interfere na absorção de minerais. Outro macete é comer junto com alimentos ricos em vitamina C, como as frutas cítricas.

Como congelar espinafre?

Para que ele dure muito tempo no congelador, o mais recomendado é o famoso processo de branqueamento. Para isso, escalde o espinafre por 30 segundos em água fervente. Em seguida, retire e coloque em um recipiente em água e gelo. Depois disso, seque bem e leve ao freezer, onde pode ser conservado por até 3 meses.

O que fazer com o caule do espinafre?

Na hora de preparar as receitas, é comum usar as folhas de espinafre. Mas aqui o desperdício é zero! Picando o talo bem fininho, você pode preparar um refogado, inseri-lo numa deliciosa panqueca de espinafre e também ajudar a rechear um quiche.

Tipos de espinafre

Você sabia que na verdade existem dois tipos de espinafre? O primeiro é chamado de espinafre comum (Spinacia Oleracea) e o segundo de espinafre da Nova Zelândia (Tetragonia Tetragonoides):

Espinafre comum: bastante usado para salada, ele tem folhas pequenas, com formato de pá e uma textura bem macia. Essa espécie também tem uma variação de folhas mais crespas e sabor mais amargo, sendo indicado para pratos quentes.

Espinafre da Nova Zelândia: essa é a variedade mais cultivada no Brasil, possuindo folhas pequenas, com formato triangular, e uma textura levemente áspera. O sabor é próximo ao do espinafre comum, sendo um coringa nos preparos.



O que é que o espinafre tem?


Ajuda no bom funcionamento do intestino

Faz bem para a saúde dos olhos

Combate o envelhecimento precoce


Porção de 100g Total VD*
valor energético 23,0 kcal 1,2 %
carboidratos 3,8 g 1,3 %
proteínas 3,0 g 4,0 %
gorduras totais 0,3 g 0,5 %
gorduras saturada 0,1 g 0,3 %
gorduras trans 0,0 g ** %
fibra alimentar 2,1 g 8,4 %
sódio 70,0 mg 2,9 %

Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 kcal ou 8400J. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. (**) VD não estabelecido. (***) Informação Não Disponível no momento



Não deixe de provar!