Comida Vegetariana Congelada

COMIDA VEGETARIANA CONGELADA

    A comida vegetariana é a base da alimentação de muitas religiões. Com o passar do tempo, o vegetarianismo ganhou adeptos de todas as crenças, pelo mundo afora. É uma dieta baseada no consumo de alimentos de origem vegetal e, em alguns casos, sem incluir nenhum derivado como laticínios e ovos.

    As razões para se optar pelo vegetarianismo podem ser diversas. Uma delas é a escolha de não compactuar com a exploração, confinamento e abate dos animais. De acordo com dados, no Brasil são abatidos mais de 10 mil animais como frangos, porcos e bois para produzir carne, leite e ovos.

    A preocupação com o meio ambiente também é uma das razões para o crescimento do vegetarianismo. Segundo dados da ONU, cerca de 14,5% das emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa são oriundas de atividades humanas relativas ao setor pecuário.

    Estudos revelam que adotar uma dieta vegetariana reduz o risco de desenvolver diabetes tipo 2, além de complicações como colesterol elevado, pressão alta e síndroma metabólica. Levantamentos mostram também que os vegetarianos consomem menor quantidade de gordura saturada e mais alimentos que possuem baixo índice glicêmico, além de quantidades abundantes de frutas e verduras.

    Há algum tempo atrás, seguir a filosofia do vegetarianismo não era tão simples, principalmente se o vegetariano precisasse fazer as suas refeições fora de casa. Hoje, já é possível encontrar tanto restaurantes vegetarianos de qualidade, como comida pronta congelada voltada para este público específico.

    O crescimento do público vegetariano

    O grande astro da música Paul McCartney foi porta voz de uma campanha mundial chamada Segunda Sem Carne. Nela, a ideia é incentivar que toda segunda-feira todas as pessoas façam as suas refeições sem incluir nenhum tipo de carne. Com isso, o consumo deste alimento de origem animal, ao menos por um dia da semana, foi diminuído. A campanha também fez muita gente repensar no consumo excessivo de produtos animal e certamente contribuiu para que o público vegetariano pudesse crescer.

    A Sociedade Vegetariana Brasileira também desafiou a população a ficar sem carne durante 21 dias, mostrando que, desta forma, além de poupar os animais, as pessoas estão também contribuindo para a economia de água, desmatamento florestal, além da redução das emissões de gases tóxicos.

    Iniciativas como as citadas são cada vez mais recorrentes no Brasil e no mundo. Atualmente, estima-se que o público vegetariano representa 8% da população brasileira, o que significa cerca de 15 milhões de pessoas que mudaram seus hábitos alimentares, de acordo com dados do IBOPE.

    Como funciona a dieta vegetariana

    A base da dieta vegetariana é abolir o consumo de alimentos de origem animal. Porém, há algumas subdivisões e variações do vegetarianismo.

    Ovolactovegetarianismo

    É a forma mais popular do vegetarianismo e talvez a porta de entrada para as divisões mais restritas. No ovolactovegetarianismo o consumo de carnes é excluído, mas ainda há a ingestão de ovos, leite e laticínios.

    Lactovegetarianismo

    Neste caso, carnes e ovos são completamente excluídos. Leite e seus derivados são ainda consumidos.

    Ovovegetarianismo

    Aqui os ovos são consumidos na alimentação. Porém, carnes e leite e seus derivados não são consumidos.

    Vegetarianismo Estrito (ou veganismo)

    Neste caso, nenhuma forma de produtos de origem animal é permitida. Isto inclui ovos, laticínios e também o mel.

    Cuidados a serem cuidados na alimentação vegetariana

    É importante ressaltar que, embora traga uma série de benefícios para a saúde, a alimentação vegetariana exige atenção. A exclusão de alguns alimentos da rotina diária requer a substituição por outros que contenham a mesma qualidade nutricional. Sendo assim, quem deseja se tornar vegetariano precisa ficar atento a alguns fatos.

    A falta de orientação e conhecimento na alimentação vegetariana pode acarretar na deficiência de substâncias essenciais para o nosso corpo. Em alguns casos, a mudança na alimentação pode fazer com que algumas delas sejam pouco absorvidas pelo organismo, tais como o ômega-3 e os ácidos graxos, ferro, zinco, cálcio e vitaminas D e B12.

    O consumo de leguminosas de cor verde-escura, de soja, feijão, lentilha e grão-de-bico é altamente recomendado na dieta vegetariana. Além disso, os vegetarianos devem inserir na alimentação diária oleaginosas como nozes, castanhas e amêndoas.

    A importância do consumo da proteína

    Sabemos que o consumo de proteína é de grande importância na alimentação e muita gente pensa que a substância está presente em grandes quantidades nas carnes. Vale ressaltar que muitos alimentos de origem vegetal também possuem quantidades satisfatórias de proteínas.

    Ao excluir a ingestão de carnes da alimentação, deve-se ficar atento ao consumo de proteínas de origem vegetal. As proteínas vegetais são igualmente completas e podem fornecer quantidades importantes de aminoácidos, dependendo da combinação de diferentes grupos alimentares. Os aminoácidos são as partes que formam as proteínas e são essenciais para a nossa alimentação. Para se obter a quantidade necessária de aminoácidos, deve-se combinar a ingestão de fontes de proteínas como as leguminosas e as oleaginosas com o consumo de cereais integrais, garantindo assim uma ingestão completa de proteínas.

    Alguns exemplos de alimentos que são fonte de proteínas vegetais são a soja, quinoa, trigo sarraceno, lentilha, tofu (queijo de soja), feijão, amendoim, ervilhas e arroz.

    Vantagens da alimentação vegetariana

    Além de contribuir para o meio ambiente e poupar o abate de animais, a alimentação vegetariana, quando bem planejada, pode trazer uma grande quantidade de benefícios ao organismo. Em qualquer fase da vida, a alimentação vegetariana, com o acompanhamento de um bom profissional é indicada, incluindo gravidez, aleitamento, primeira infância, infância, adolescência e atletas.

    Os vegetarianos que seguem uma dieta equilibrada, com base em alimentos naturais e não industrializados, têm maior facilidade para controlar e manter o peso, percebem um melhor funcionamento do intestino, conseguem reduzir os riscos de doenças do coração, reduzem os níveis de colesterol ruim e ainda mantém a pressão arterial sob controle.

    Minha sacola
    SUB TOTAL
    R$ 0,00
    Frete grátis acima de R$250



    Clique em "Quero esse" para
    adicionar produtos na sua sacola :)